CEP - Controle estatístico de Processo

O CEP (Controle estatístico de Processo) é uma ferramenta obrigatória para sistemas de qualidade automobilístico.

Neste sistemas, bem como outros sistemas mais complexos, é necessário que além da simples detecção de problemas, como por exemplo, na situação de não conformidades, tenhamos também um método científico/matemático de verificação de tendências.

Em outras palavras o CEP nos fornece em números a segurança que o processo apresenta, em conseguir as medidas e precisão requerida pela engenharia de produto ou pela engenharia de processo.

Isto é particularmente importante e impactante em produção seriada de grande número de itens. Processos em Seguros ou incapazes como o termo tecnico prevê, podem passar longos períodos e muitos lotes produzindo em conformidade, e apresentar defeitos ou uma série de defeitos a partir de mínimas alterações nas situações de produção.

Em termos simples os processos inseguros ou com pouca margem de segurança em condições ideais, como por exemplo ferramentas recentemente afiadas ou reparados, máquinas novas ou em excelente estado de conservação, condições ambientais perfeitas, operadores treinados e atentos, entre outras características diretas ou indiretas, podem apresentar resultados satisfatórios pois os limites de tolerância encontram-se dentro dos limites de capacidade de fabricação. Quando o processo é inseguro significa que a diferença entre estes limites, é pouca e estreita, tornando qualquer variação do processo um gatilho para a produção de itens em desconformidade.

Algumas indústrias e clientes possuem seus próprios e índices de segurança, conhecidos como capacidade de processo, que podem facilmente ser comparados aos resultados das cartas de monitoramento de CEP.

A A.Naccarati Consultores e Auditores possui larga experiência na montagem deste tipo de monitoramento, incluindo soluções informatizadas para a produção de cartas de CEP para os mais variados mercados ou clientes