MSA - Análise de sistema de medição

O MSA (análise de sistema de medição) é uma técnica completa para garantir a confiabilidade metrológica nos processos industriais entre outros. Na verdade qualquer medida realizada, tem embutida em si uma quantidade de erro e incerteza que se não for conhecida poderá indicar caminhos errôneos na tomada de decisão.

Se considerarmos que uma medição indica caminhos de ajustes a produção, um dado como este com algum tipo de erro implicará em processos defeituosos de origem.

Por esta razão é extremamente importante realizar uma análise do sistema de medição através de uma metodologia estatística que possa estudar todo o sistema de medição, bem como o seu comportamento e assim estimar o nível de confiança e certeza nas leituras obtidas pelos operadores com seus instrumentos.

É claro que todo esse estudo depende de uma avaliação das tolerâncias e dos objetivos de qualidade dos diversos processos. Existe uma grande interação entre a análise do sistema de medição e os monitoramentos realizados pelos controles estatísticos de processos conhecidos como CEP.

Também fica claro no resultado final destas análises quais são as tendências de erro ou vícios de medição que podem ser compensados na futura produção através de ações e mecanismos previamente projetados.

Tipicamente estes resultados são repassados aos planos de controle que visam informar operadores, inspetores e gerentes sobre as providências de mitigação de erros e vícios de operação.

Embora as análises de sistema de medição criei a confiança necessária aos dados gerados por instrumentos e meios de medição, é fundamental que os instrumentos sejam calibrados ou verificados em intervalos capazes de garantir o funcionamento sem nenhum tipo de alteração através de defeitos ou falta de conservação.

Neste particular, embora no mercado apresentem ser soluções mais baratas do que a calibração formal do instrumento em laboratório acreditado, fica aqui uma dica importante: a calibração de instrumentos de medição deve ser feita em todos os instrumentos que produzem ou aprovam dados, ou em última análise, que participem da decisão de que a peça componente ou processo tenha atingido os seus objetivos.
Além disso devem ser sempre calibrados em laboratórios acreditados pois, os resultados destas calibrações não dependem somente do padrão utilizado, mas também e principalmente do método que foi utilizado, do ambiente e cuidado na calibração, da capacidade do operador ou técnico de laboratório, e das técnicas estatísticas que foram utilizadas na estimativa da incerteza de cada instrumento.

Pense bem, o custo da realização de uma produção associado ao custo da medição e dos instrumentos, em face de um custo anual ou muitas vezes bianual de calibração, não justificam o risco de produção de itens não conformes ameaçando o objetivo de negócio de uma empresa.